Avaliação de atitudes de supervisores sobre o ensino superior para praças policiais militares

  • Nelson Gonçalves de Souza Universidade de Brasília
Palavras-chave: atitudes, ensino superior, polícia militar

Resumo

O estudo teve como objetivo identificar as atitudes dos supervisores policiais da Polícia Militar do Distrito Federal, em relação ao ensino superior para policiais de baixa patente. 44 supervisores participaram da pesquisa e foi utilizado um instrumento para medir atitudes em relação ao ensino superior como promotor de oportunidades profissionais, como ferramenta para melhorar o trabalho policial militar e como item relevante para a seleção de novos policiais, bem como para o desenvolvimento de oficiais de escalões inferiores. O estudo utilizou a Análise de Componentes Principais (PCA) para analisar os dados coletados. Foi evidenciada a atitude positiva dos supervisores em relação ao ensino superior para praças policiais militares, visto como um mecanismo para a melhoria efetiva do trabalho desses profissionais junto à sociedade e como um instrumento para melhorar as relações institucionais com as comunidades, bem como para identificar e solucionar problemas de crime e desordem que podem estar afetando-as. O ensino superior é percebido positivamente como um requisito adequado para ingresso na corporação policial.

 

Biografia do Autor

Nelson Gonçalves de Souza, Universidade de Brasília

Doutor em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações (UnB). Mestre em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação (UCB)

Publicado
2020-07-15
Como Citar
Gonçalves de SouzaN. (2020). Avaliação de atitudes de supervisores sobre o ensino superior para praças policiais militares. Revista Ciência & Polícia, 5(2), 36-56. Recuperado de https://revista.pm.df.gov.br/index.php/rcp/article/view/106
Seção
Artigos